segunda-feira, Junho 18, 2007

Espanhóis violam espaço aéreo nas ilhas Selvagens

Um avião militar da Força Aérea espanhola em voo rasante criou uma "guerra" na reserva natural das ilhas Selvagens, na Madeira, numa altura em que milhares de aves marinhas ali fazem nidificação.

Há uma nova ‘guerra’ nas ilhas Selvagens entre a Força Aérea de Espanha e os milhares de cagarras e outras aves marinhas que nesta altura do ano escolhem aquelas ilhas para nidificar”, avançou ontem o Diário de Notícias do Funchal.

Em causa está um voo rasante de um avião militar espanhol numa área protegida, reserva integral portuguesa e que “os espanhóis teimam em não respeitar”, acrescenta aquele diário. Entretanto, o deputado Pedro Quartin Graça fez um requerimento à Assembleia da República, onde pede esclarecimentos aos ministro da Defesa e dos Negócios Estrangeiros. Aquele responsável do Partido da Terra questiona o Governo no sentido de saber se “o referido avião foi detectado pelos meios de vigilância existentes na região da Madeira?” É igualmente questionado o Governo sobre “quais as medidas que irá desencadear no sentido de obstar que violações do território nacional, em concreto, do espaço aéreo da Madeira, venham a ocorrer no futuro”.

Em vésperas de Cimeira Europeia convém não fazer muitas ondas... Espanha não respeita o nosso território ao Sul, não respeita Olivença, nem nada que os atinja ou em que dê jeito pôr a pata...

Sem comentários: